cozinhar com óleos essenciais doterra
cozinhar com óleos essenciais doterra

Cozinhar com Óleos Essenciais dōTERRA

Cozinhar com Óleos Essenciais dōTERRA

Hoje vamos falar de como podemos usufruir dos benefícios dos óleos essenciais na nossa cozinha. Que tipo de pratos e culinária sai enriquecida com a adição de óleos essenciais.

Como sabemos os óleos podem ser utilizados de 3 formas diferentes, são elas:

  • Através de difusão (utilizando um difusor ultra-sónico);
  • Aplicando na pele com ou sem um óleo transportador (exemplos de óleos transportadores: óleo de coco fracionado, óleo de amêndoas, óleo de macadâmia, uva, etc)
  • ou Ingerindo, implica portanto tomar algumas gotas do óleo internamente, seja diretamente na boca com conta-gotas, seja, com uma cápsula vegetal, ou aquando da sua utilização em culinária.

Introdução

Hoje ao falar de como utilizar os óleos essenciais na cozinha vamos então falar de beneficiar dos óleos internamente, por ingestão.

Esta lista que se segue inclui todos os óleos que podem ser usados internamente.

óleos essenciais que pode ingerir doterra

Porque nem todos os óleos essenciais são seguros para serem consumidos internamente segue uma lista de óleos que são especialmente perigosos para consumo interno e que devem ser evitados a qualquer custo.

São eles:

  • Arborvitae (Tuia)
  • Cedarwood (Cedro)
  • Cipreste
  • Douglas Fir
  • Eucalipto
  • Spikenard (Nardo)
  • Wintergreen (Gaultéria)

cozinhar com óleos essenciais doterra

Cozinhar alimentos com óleos essenciais

A utilização de óleos essenciais deve ser preferencialmente feita quando os alimentos estão na fase final após a preparação. Ou seja, é especialmente bom utilizar os óleos após ter desligado o fogão. A ideia é adiarmos a utilização do óleo do momento de maior calor porque quanto maior é o calor mais evaporação e desperdício de óleo irá acontecer.

Para além disso as propriedades do óleo podem também perder-se ao utilizar em cozinhados que estejam ao lume e muito quentes e por isso não é aconselhado incluir óleos nesta fase.

Para receitas em que queira apenas manter o aroma, poderá utilizar óleos em receitas de bolos e outras que impliquem calor, sendo certo que terá de colocar mais óleo para compensar pelo efeito de evaporação.

óleos essenciais no pão

Tipos de material que toleram bem óleos essenciais

Quando cozinhamos com óleos essenciais devemos procurar utilizar panelas, frigideiras e outros acessórios de inox, vidro ou cerâmica. Não utilize óleos essenciais em recipientes de plástico já que o óleo tem um efeito corrosivo sob este tipo de superfícies.

Que quantidades usar?

A quantidade de óleo a usar depende muito conforme o óleo essencial de que se trata, do seu gosto pessoal, conforme esteja a utilizar o óleo para substituir uma especiaria ou condimento fresco, seco ou outro.

Por isso seria bom podermos dar uma regra ou uma fórmula mas conforme o tipo de cozinhado, seja prato de carne, peixe, vegetariano, sobremesa fria, bolo, bolachas, etc. Assim terá de adequar a dosagem.

Vai precisar de experimentar por si e descobrir que quantidades serão as ideais para as suas receitas! Como outro ingrediente qualquer que adicione também este depende do seu gosto e do tipo de óleo.

método do palito óleos essenciais doterra

Começar a utilizar os óleos essenciais

Agora que sabemos que este processo de aprendizagem implica muita experimentação para saber quais as doses certas para cada tipo de cozinhado, damos-lhe para testar este método.

Método do Palito 

Como os óleos essenciais são substâncias muito potentes, uma pequena quantidade dá para criar o efeito desejado. Por isso quando for começar a utilizar os óleos faça assim: pegue no frasco e num palito, coloque a ponta do palito dentro do frasco e passe o palito pelo seu cozinhado. Prove e volte a repetir o processo sempre que precise de aumentar o sabor.

Vai ver que dependendo dos óleos apenas uma gota faz logo uma grande diferença por isso o ideal é fazer adições progressivas para não colocar óleo essencial a mais.

Observações: Por vezes vai usar 1 gota de óleo essencial, às vezes poderá usar até várias gotas e outras vezes o método do palito será suficiente.

Óleos Essenciais especialmente potentes

Há alguns óleos essenciais que, ainda que possam ser ingeridos, devem ser usados com muita parcimónia. São eles:

  • Cássia
  • Canela
  • Cravo-da-Índia
  • Cominho
  • Tomilho
  • Orégão

Ao utilizar estes óleos empregue sempre a técnica do palito. São óleos muito fortes e por isso deve ter especiais precauções.

Esta chamada de atenção serve para os seus cozinhados como também para o uso interno através da ingestão de líquidos, óleos essenciais em sumos, batidos ou simplesmente água.

Estes óleos quando adicionados a bebidas para consumo interno devem ser medidos da seguinte forma: 1 gota para 120 ml de líquido.

Em óleos potentes ou simplesmente para medir bem as quantidades enquanto cozinha, pense em comprar um conta-gotas.

5 Categorias de Óleos e Sugestões de Utilização

Agora vamos falar de como combinam bem certas categorias de óleos com certos alimentos.

Óleos Cítricos

Por exemplo: Bergamota, Toranja, Limão, Lima, Tangerina e Wild Orange

Adicionam um aroma cítrico, por vezes doce e refrescante aos seus batidos/smoothies, ao seu chá ou água. Mas podem também dar um sabor único às suas receitas de scones, queques ou bolachas.

Estes óleos poderão também criar sabores incríveis nos seus iogurtes caseiros, ou formulações aromáticas que faz com iogurte natural, são excelentes para temperar molhos e dar aromas intensos a gelados.

Lembre-se os óleos essenciais cítricos são obtidos a partir da casca do fruto, por isso não os use em substituição de ingredientes como: sumo de laranja ou sumo de limão.

toranja brunch óleos essenciais

Óleos Especiaria

Por exemplo: Pimenta Preta, Cássia, Canela, Coriander, Gengibre, Funcho

Potentes adições ao seu cozinhado, estes óleos trazem uma explosão de sabor. Óleos de Pimenta Preta e de Gengibre ajudam a potenciar o sabor próprio dos ingredientes da sua comida. Enquanto óleos como o Funcho e Sementes de Coentro (Coriander) dão um sabor extra criando efeitos de doce e salgado.

A Canela e a Cássia, são potentes por isso poderão ser usados com parcimónia em receitas de alimentos que vão ao forno, pão, bolos, tartes, ou também em alimentos como cereais de aveia, arroz doce, etc.

Óleos Herbais

Por exemplo: Manjericão, Cilantro (Coentro), Manjerona, Orégão, Alecrim, Tomilho

Quando não temos as ervas secas por perto ou para dar uma explosão de sabor ao seu prato apenas com uma gota, estes óleos irão ser uma nova descoberta na cozinha.

Com estes óleos pode adicionar várias combinações e criar experiências aromáticas e de paladar incríveis. São óleos fáceis de utilizar e do conhecimento habitual nas cozinhas portuguesas.

Excepto o Tomilho que deve ser usado com muita parcimónia todos eles podem ser descritos como: os aromas culinários que conhece mas em formato super potente.

Funcionam muito bem em cozinha italiana, sopas, em receitas de pão, etc.

Óleos Florais

Por exemplo: Lavanda e Gerânio

Acalmam os sabores cítricos e dão vida a receitas que precisam de algo extra para tornar o sabor interessante. Funcionam muito bem em receitas de sobremesas frias, bolos, gelatinas e claro nas infusões! Estes óleos são também algo potentes no aroma que trazem consigo por isso não precisa de usar muito e utilize o método do palito se necessário.

Óleos Mentolados 

Por exemplo: Hortelã-Pimenta, Spearmint (Menta Verde)

São uma surpresa muito agradável em receitas que peçam por sabores mentolados, em especial rebuçados, gomas naturais ou sobremesas frias. Mas funcionam muito bem em smoothies/batidos e outras criações fruto da sua criatividade que possam ganhar com um perfume de mentol.

cozinhar com óleos essenciais

Novos mundos por explorar na cozinha!

Como vê as aplicações são ilimitadas, os óleos essenciais na cozinha não vêm substituir os alimentos ou especiarias que usa normalmente, antes disso vêm criar novas experiências aromáticas e de paladar e juntam-se às infinitas possibilidades que pode explorar enquanto cozinha.

Lembramos que estas sugestões são para a utilização de Óleos Essenciais dōTERRA, óleos 100% puros que não são misturados ou diluídos e que mantêm a sua pureza. Não nos responsabilizamos por nenhuma outra marca ou óleo e não aconselhamos a que ingira um óleo essencial a menos que seja da dōTERRA.

Estes óleos passam por muitos testes de qualidade antes de lhe serem entregues e a dōTERRA acompanha todo o processo de colheita, destilação, testagem e embalagem, assegurando que são óleos da mais pura qualidade.

Encontre aqui os produtos falados neste artigo

compre Óleos Essenciais 100% puros e biológicos

Deixe um comentário

* Necessário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Select language