óleos essenciais e animais de estimação faz mal toxico

A verdade sobre os óleos essenciais dōTERRA e os animais de estimação

A verdade sobre os óleos essenciais dōTERRA e os animais de estimação

Este é um tema muito controverso sobre os óleos essenciais e eles serem ou não tóxicos para os nossos animais de estimação. Nesta era de posts virais em que toda a gente quer ter algo a acrescentar sobre vários assuntos, sem que para isso tenha conhecimento, cria-se muitas confusões que devemos esclarecer.

Por essa razão o Dr. Google não é propriamente a melhor fonte de informação. A utilização de óleos essenciais é comprovadamente uma mais valia para a sua vida e a dos seus animais.

Antes de utilizar qualquer produto ao pé dos seus animais de estimação, é importante perceber que nem todos os óleos são iguais e apesar de muitos indicarem que são "100% Puros" a verdade é que muitos têm substâncias que se poderão revelar tóxicas. Esses sim deverá evitar. Isto é também verdade para vários outros produtos que muitas vezes não nos lembramos, incluindo velas, sprays ambientadores, produtos de limpeza e sprays de eliminação de odores. Para assegurar a melhor qualidade dos seus óleos, saiba que pode contar com a dōTERRA e os seus óleos certificados CPTG (Certificado de Pureza e Grau Terapêutico).

Agora vamos desmistificar muitos dos mitos e ficar a saber a verdade sobre os óleos essenciais e os nossos animais de estimação.

óleos essenciais tóxicos para gatos cães

Mito: Usar um difusor para difundir óleos essenciais ao pé de animais é tóxico.

VERDADE: Um óleo essencial é um composto destilado de uma planta, é altamente concentrado e tem um aroma intenso. Por esta razão, os óleos essenciais são bastante potentes. Os animais (Gatos e Cães) têm muitos mais milhões de receptores olfativos quando comparando com um ser humano. Essa capacidade torna-os mais sensíveis a cheiros fortes, mas isso não faz do aroma tóxico.

A verdade é que utilizar regularmente o seu difusor num espaço em que estejam os seus animais é bom para si e para eles. Utilize um difusor ultra-sónico em função intermitente, (por exemplo o Difusor Lumo). Neste tipo de difusor à água junta apenas 3 a 4 gotas do seu óleo preferido. Permita que o seu gato ou cão possa sair do quarto ou sala onde se encontra, dessa forma se se sentir incomodado com o aroma poderá sempre sair. A difusão de óleo de lavanda em abrigos para animais têm aliás mostrado ser um excelente calmante para os animais que lá estão.

aromaterapia para gatos

Mito: Nunca dê festas ao seu animal de estimação depois de usar óleos essenciais.

VERDADE: Dar festas aos seus animais é uma excelente forma de aplicar óleos essenciais. Ao longo da coluna ou na ponta das orelhas são um dos melhores pontos.

Aqui reside a origem deste mito: Depois de usar óleos como por exemplo Hortelã-Pimenta, Deep Blue ou outros muito intensos, o aroma pode permanecer nas suas mãos. E sim, já nos aconteceu a todos, coçar os olhos depois de aplicar por exemplo Hortelã-Pimenta. Ouch! O mesmo é verdade para os animais de estimação. Qualquer resíduo nas suas mãos poderá causar neles a mesma reacção que criaria em si.

Os óleos são voláteis, o que quer dizer que se dissipam rapidamente para o ar e são facilmente absorvidos pela pele. Isto quer dizer que mesmo que tenha o aroma agora nas mãos, ele não ficará lá por muito tempo. Ainda assim, se estiver preocupada(o), opte por lavar as mãos antes de entrar em contacto com os seus animais.

óleos essenciais tóxicos animais de estimação

Mito: Utilizar óleos essenciais, pode provocar complicações no fígado ou rins dos animais.

VERDADE: Quando se utiliza óleos dōTERRA, em vários casos tem sido observado que ajudam a melhorar complicações que existam no fígado ou rins dos seus animais de estimação. Muitas destas acusações, vêm do facto de vários animais de estimação comumente terem problemas de fígado ou rins, independentemente do uso de óleos essenciais.

Muitas vezes as pessoas querem encontrar uma razão para o problema e algumas vezes acabam por culpar o uso de óleos.

Não há nenhuma correlação conhecida entre o uso de óleos essenciais e a criação de complicações de fígado ou rins para os animais de estimação.

Mito: [Inserir o nome do óleo aqui] é tóxico para os gatos.

VERDADE: Já se ouviu de tudo. Que os óleos cítricos são tóxicos, que os óleos de pinho são tóxicos para os gatos. Até que o óleo de lavanda é tóxico para gatos. A verdade é que não há nenhuma evidência científica que assim seja.

Acabará por ouvir muita coisa sobre este assunto, mas aqui fica a nossa versão. Os gatos têm de facto em falta uma enzima que é importante para metabolizar certas coisas, por isso não é uma má ideia ter precaução com estes bichinhos. Se usar as recomendações que já aqui foram faladas, os óleos dōTERRA são perfeitamente saudáveis para usar no seu difusor nos espaços frequentados pelos seus gatos.

As exceções são com óleos como a Melaleuca, Bétula, Wintergreen, Hortelã-Verde, e Hortelã-Pimenta, ou óleos como o de Óregãos ou Tomilho, tenha alguma atenção pois são especialmente potentes. Os óleos combinados da dōTERRA que tenham algum destes óleos são regra geral mais fracos porque estão presentes numa mistura, por isso poderá experimentar com os seus animais.

Fora essas exceções esteja à vontade para beneficiar a si e aos seus animais de estimação. Os óleos podem ajudar a acalmar emoções, relaxar os músculos, melhorar a digestão e bem-estar geral dos nossos amigos de quatro patas. Como qualquer coisa nova que introduz aos seus animais, comece lentamente e observe como eles reagem. Mantenha sempre o seu difusor e os seus óleos em locais em que eles não os possam tombar ou aceder indiscriminadamente.

Dr. Janet Roark, Veterinarian, Hill Country Mobile Veterinary Service

Este artigo na Bem&star Essencial foi redigido em grande parte em transcrição do artigo "The Truth about Essential Oils and Pets" poderá ler o artigo na sua integridade aqui: https://www.doterra.com/US/en/brochures-magazines-doterra-living-winter-2019-truth-about-essential-oils-and-pets

Pequena curiosidade: Se for ver com atenção vai reparar que muitos dos produtos que são recomendados para o tratamento de pulgas e carraças, os conhecidos desparasitantes, na sua composição têm óleos essenciais, nomeadamente de ricino, mas não só.

Encontre aqui os produtos falados neste artigo

Como fazer um spray anti-pulgas com óleos essenciais para cães?
Como fazer um spray anti-pulgas com óleos essenciais para cães?
Para cães que passam bastante tempo no exterior não há nada melhor que prevenir o aparecimento de...
Ler Mais
Remédio natural para os piolhos com óleos essenciais
Remédio natural para os piolhos com óleos essenciais
São uma peste, quando um míudo no infantário tem, é só uma questão de tempo até todos terem. Fala...
Ler Mais
Os 5 melhores óleos essenciais para o sistema respiratório
Os 5 melhores óleos essenciais para o sistema respiratório
Vamos então falar dos melhores óleos essenciais para a(o) ajudarem a respirar melhor e mais facil...
Ler Mais

Comentários

  • Olá Maria, na próxima Terça-feira veja o nosso novo artigo no blog, vamos falar de como fazer um spray anti-pulgas com óleos essenciais para cães. Mesmo a calhar!

    Bem&star Essencial em

  • Olá , qual o óleo para por no meu Yorkshire para prevenir carraças e pulgas, pois ela passa muito tempo no jardim

    Maria João Miranda em

  • Por favor consulte o seu veterinário sobre que óleos essenciais poderão ajudar o seu animal de estimação.

    Bem&star Essencial em

  • Que óleo usar para um gato com estomatite?

    Paula em

  • Olá Paula! Não, os animais de estimação não podem ingerir óleos. De qualquer forma quando aplicados na pele/pêlo já existe absorção por isso esses óleos vão chegar à circulação sanguínea.

    Bem&star Essencial em

  • Amei a matéria porque tenho muitos gatos. Mas ainda ficou uma dúvida . O óleo pode ser ingerido pelos gatos ?

    Paula em

Deixe um comentário

* Campos obrigatórios

Os comentários vão ser aprovados antes de serem publicados